AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Quinta Feira, 23 de Novembro de 2017
28 de agosto de 2014

Com participação do CFC, Grupo de Trabalho do eSocial se reúne em Brasília

Postado por: Comunicação CFC


Elton Pacheco – RP1 Comunicação

O Grupo de Trabalho Confederativo (GTC), criado para auxiliar na construção da estrutura do eSocial, se reuniu em 26 de agosto, na sede do Ministério do Trabalho e Emprego, em Brasília.  Durante a reunião, foram discutidos os mecanismos utilizados para gestão do vínculo do trabalhador na nova plataforma e debatidos temas como admissão do empregado, afastamento temporário, estabilidade, aviso prévio, desligamento, entre outros. Também foram expostos os problemas com cada área em questão e as respectivas propostas de solução.

O representante do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) no grupo é o contador Cassius Coelho, que acompanha, desde o inicio, as reuniões. Segundo ele, o GTC tem o papel fundamental de trazer questões mais específicas que recairão diretamente sobre as empresas. “Nessa última reunião, por exemplo, buscamos apresentar sugestões de prazo para envio dos eventos ao eSocial, desde a admissão dos funcionários, demissão, acidentes, entre outros. Existem prazos que devem ser comunicados na plataforma e cada situação é diferente. A partir daí, a expectativa é de finalizar o leiaute”.

De acordo com Cassius, o trabalho está sendo realizado de forma colaborativa. “Estão sendo muito solícitos em nossas reivindicações. Quando o eSocial entrar em vigor, espero que as empresas tenham menos dificuldades”, disse. A expectativa é que as próximas discussões levem em conta também a entrada das empresas na plataforma. “Vamos apresentar uma proposta para que as grandes empresas, com maior faturamento, tributadas pelo lucro real, sejam as primeiras a adotar o sistema”, adiantou.

O eSocial está sendo preparado pelo governo para unificar, em um único sistema, o envio de todas as informações dos trabalhadores aos órgãos federais. O objetivo é reduzir a burocracia, aumentar a qualidade das informações e simplificar o cumprimento de obrigações das empresas junto ao governo. O GTC foi criado para auxiliar nas informações técnicas, leiaute dos arquivos, obrigatoriedade das informações, viabilidade operacional nas empresas e estipulação de prazos.

O grupo determinou os prazos para os próximos trabalhos a serem realizados, com a expectativa de finalização do leiaute e manual e entrega para análise final dos membros do GTC prevista para setembro. Uma reunião do chamado GT Fenacon – grupo paralelo criado para auxiliar nos trabalhos – com as empresas de software está marcada para o dia 11, próximo.

Além do CFC, o encontro contou com a presença dos representantes da Brasscom/IBM, Caixa Econômica Federal, CNA, CNC, CNEOOP, CNI, CNS, Confenen, Consif, Fiesp, Firsan, MPS/DPSSO, MTE, RFB, Simcon, Sescon/SP e Fenacon.


Totem Ticker