AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Quinta Feira, 23 de Novembro de 2017
3 de novembro de 2014

Representante do CFC faz palestra na 31ª Sessão do Isar

Postado por: Comunicação CFC


Por Comunicação CFC

A experiência brasileira em relação às lições aprendidas com a adoção das Declarações de Obrigações dos Membros (Statements of Membership Obligations – SMOs), da Federação Internacional dos Contadores (International Federation of Accountants – Ifac); o processo de adoção das normas internacionais de auditoria e contabilidade; e como as organizações profissionais podem trabalhar juntamente com os participantes do mercado foram os principais pontos abordados por Idésio Coelho, representante do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), durante palestra na 31ª Sessão do Grupo de Trabalho Intergovernamental de Especialistas das Normas Internacionais de Contabilidade e Relatórios (Intergovernmental Working Group of Experts on International Standards of Accounting and Reporting – Isar).

Anualmente, o Isar se reúne para discutir temas relacionados à transparência das informações financeiras das empresas. O Grupo faz parte da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (United Nations Conference on Trade and Development – Unctad).

Na palestra proferida na 31ª Sessão do Isar, Idésio Coelho destacou que os temas abordados contam, há alguns anos, com o apoio e monitoramento do CFC, da Comissão de Valores Mobiliários – CVM, do Banco Central do Brasil, do Ibracon e da Superintendência de Seguros Privados – Susep, além de outros participantes do mercado.

Diretor Técnico do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon) e coordenador de Relações Internacionais do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), Idésio Coelho também coordena, no CFC, um grupo de trabalho responsável por elaborar comentários, a serem enviados ao International Accounting Standards Board (Iasb), sobre as minutas das novas normas internacionais de contabilidade.

IMG_7777

Idésio Coelho (segundo da esq. para dir.) e profissionais brasileiros no Isar

“Ao abordarmos as lições aprendidas com o cumprimento das Declarações de Obrigações dos Membros, da Federação Internacional de Contadores, é importante enfatizar que todos os órgãos normativos brasileiros estão se comprometendo a elaborar um plano de ações para fazê-las funcionar. Um passo importante na direção desse objetivo foi a aprovação do Código de Ética para Auditores Independentes, por parte do CFC, em 2010, que se encontra em total convergência ao código emitido pelo International Ethics Standards Board for Accountants –Iesba”, afirmou Idesio Coelho. Segundo ele, “desde 2010, os auditores independentes seguem as regras do Iesba na realização das auditorias, além de suas considerações sobre independência, o que serve de apoio à melhoria da qualidade da auditoria no Brasil e leva as firmas a cumprirem as demandas impostas pelas partes interessadas das demonstrações contábeis”.

Para conhecer o conteúdo completo da apresentação de Idésio Coelho na 31ª Sessão do Isar, clique: ISAR 2014 CFC Palestrante Idesio Coelho Português .

 

 


Totem Ticker