AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Domingo, 24 de Setembro de 2017
26 de março de 2015

CFC e CRCMG promovem debate sobre contabilidade pública em Belo Horizonte

Postado por: Comunicação CFC


Seminário e Fórum na capital mineira seguem até esta sexta-feira (27). Ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, fará o encerramento

Elton Pacheco, RP1 Comunicação
Com informações da Ascom do CRCMG

Belo Horizonte (MG) - O IV Seminário Internacional de Contabilidade Pública e o 5º Fórum Nacional de Gestão e Contabilidade Públicas, que estão sendo realizados no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte (MG) desde quarta-feira (25), promoveram, neste segundo dia de programação, debate sobre as normas governamentais de auditoria, a experiência e contribuições brasileiras para o processo de convergência, custos, gastos públicos, além de gestão orçamentária inovadora.

Conselheiro do CRCMG, Alexandre Bossi Queiroz com o secretário-geral de Controle Externo do TCDF, Luiz Genédio Mendes.

Conselheiro do CRCMG, Alexandre Bossi Queiroz com o secretário-geral de Controle Externo do TCDF, Luiz Genédio Mendes.

Cerca de 600 pessoas acompanharam as palestras desta quinta-feira (26), proferidas por membros do governo, como o secretário-geral de Controle Externo do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Luiz Genédio Mendes. Genédio afirmou que o maior objetivo da implantação das normas governamentais de auditoria é dar mais transparência aos trabalhos realizados pelos órgãos públicos, prevenindo, assim, a corrupção. O painel foi coordenado pelo conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRCMG), Alexandre Bossi Queiroz, que disse ser este um tema atual e que deve estar presente nos debates da área contábil.

Vice-presidente Técnica do CFC, Verônica Souto Maior, com o coordenador-geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação, da STN, Leonardo Silveira do Nascimento

Vice-presidente Técnica do CFC, Verônica Souto Maior, com o coordenador-geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação, da STN, Leonardo Silveira do Nascimento

A experiência brasileira com as Normas Internacionais de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público (IPSAS, na sigla em inglês) e as contribuições para o processo de convergência foram os temas tratados pelo coordenador-geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação, da Secretaria do Tesouro Nacional, Leonardo Silveira do Nascimento. A coordenação foi da vice-presidente Técnica do CFC, Verônica Cunha Souto Maior, que ressaltou a importância de se discutir as normas internacionais de contabilidade. Para Leonardo Silveira, os objetivos do IPSAS são servir ao interesse público e fortalecer o gerenciamento das finanças públicas.

O ex-ministro da Previdência Social e ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda, atual consultor e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Nelson Machado, falou sobre custos e contribuição para a qualidade do gasto público. Ele compartilhou o painel com o diretor geral da Escola de Administração Fazendária (Esaf), Alexandre Ribeiro Motta. O painel foi coordenado pelo membro do Grupo de Trabalho de Área Pública do CFC, João Eudes Bezerra Filho.

O membro do GT Área Pública do CFC, João Eudes Bezerra Filho, com o ex-ministro da Previdência, Nelson Machado, e o diretor geral da Esaf, Alexandre Ribeiro Motta.

O membro do GT Área Pública do CFC, João Eudes Bezerra Filho, com o ex-ministro da Previdência, Nelson Machado, e o diretor geral da Esaf, Alexandre Ribeiro Motta.

Nelson Machado apresentou sua contribuição para o conceito de qualidade do gasto público, as condições necessárias para a sua melhoria e abordou a questão dos custos neste contexto. João Eudes Filho encerrou o Painel destacando “que há uma necessidade de se fazer uma relação o mais rápido possível dos orçamentos com custos e dos custos com orçamento e que a ausência e apuração de custo gera ineficiência”.

O vice-presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC, Aécio Prado, com o professor doutor da Unesp, Valdemir Pires.

O vice-presidente de Desenvolvimento Operacional do CFC, Aécio Prado, com o professor doutor da Unesp, Valdemir Pires.

Já os desafios e perspectivas no Brasil em relação à gestão orçamentária mais inovadora foram tratados pelo professor da Unesp, Valdemir Pires, em painel coordenado pelo vice-presidente Operacional do CFC, Aécio Prado. Pires falou sobre a importância de organizar-se para a implantação da gestão orçamentária e sobre a importância do trabalho conjunto das experimentações e pesquisas que estão sendo feitas.

Para o vice-presidente do Conselho Federal de Contabilidade, há a necessidade do envolvimento dos gestores neste processo de inovação da gestão pública. “Para que o orçamento represente o que a sociedade aspira, o segredo é encontrar a medida certa: focar na eficiência sem abrir mão das metas fiscais”, disse.

O ex-membro da Federação Internacional de Contadores (IFAC, na sigla em inglês), Thomas Muller-Marques Berger, discursou sobre as normas internacionais e europeias aplicadas ao setor público. A professora da Universidade de Brasília, Diana Vaz Lima, coordenou a conversa.

A professora da UnB, Diana Vaz Lima ao lado do ex-membro da IFAC, Thomas Muller-Marques Berger

A professora da UnB, Diana Vaz Lima ao lado do ex-membro da IFAC, Thomas Muller-Marques Berger

Os eventos tiveram início na quarta-feira (25), com palestra do ministro da Controladoria Geral da União (CGU), Valdir Simão. Ele falou sobre contabilidade pública como instrumento de controle e gestão. “O controle faz parte do dia a dia dos gestores. Neste sentido, a contabilidade pública é essencial. Trata-se de uma das mais nobres ferramentas”, discursou.

Para o presidente do CFC, José Martonio Alves Coelho, o tema é de interesse de governos, entidades públicas e sociedade. “A população brasileira tem exigido de seus gestores mais transparência e ética nos gastos das finanças públicas, nas ações de governo, além do devido acompanhamento do processo orçamentário. Isso é natural em uma sociedade informada”, disse.

A promoção do Seminário e do Fórum é do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), em parceria com o Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais (CRCMG). ​

Ministro do TCU fará encerramento
Na sexta-feira (27), o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), fará a palestra de encerramento, com o tema “governança pública”, marcada para as às 15h30. No mesmo dia, a superintendente geral de contadoria da Secretaria de Fazenda de Minas Gerais, Maria da Conceição Barros de Rezende, e Robert Gregory Michener, professor da FGV, debatem, às 9h, um novo padrão de transparência para gestão pública e combate a corrupção.


Totem Ticker