AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Segunda Feira, 01 de Maio de 2017
17 de abril de 2015

Plenário do CFC recebe o presidente do Glenif para apresentação

Postado por: Comunicação CFC


Por Maristela Girotto
Comunicação CFC

O presidente do Grupo Latinoamericano de Emisores de Normas de Información Financiera (Glenif), o contador argentino Jorge Gil, fez uma apresentação sobre o trabalho do Grupo aos conselheiros do CFC, nessa sexta-feira (17), durante a realização da reunião plenária. Gil está no CFC acompanhado dos diretores do Glenif Jadson Ricarte, do Brasil; Daniel Sarmiento Pavas, da Colômbia; Norelly Pinto Vargas, da Venezuela; e Juan Carlos Paredes, da Guatemala.

O presidente do CFC, José Martonio Alves Coelho, afirmou que o Glenif já é um grupo consolidado na América Latina e hoje desempenha um papel muito importante na interlocução com o International Accounting Standards Board (Iasb). Ele lembrou que o Glenif foi presidido, quando foi criado, em 2011, pelo então presidente do CFC, Juarez Domingues Carneiro.

O presidente do Glenif lembrou os motivos que levaram à constituição do Grupo. “Na América Latina, somos 20 países, mas tínhamos pouca presença nas decisões do Iasb”, afirmou, explicando que, hoje, o Grupo conta com a participação de entidades emissoras de normas contábeis representativas de 17 países da região.

Jorge Gil fez uma síntese dos trabalhos realizados pelo Grupo e informou que, nos três anos e meio de atuação do Glenif, até o momento já foram enviadas 36 cartas-comentários ao Iasb em resposta às audiências públicas do organismo mundial emissor das normas internacionais de contabilidade (IFRS, na sigla em inglês). As cartas-comentários, segundo ele informou, são elaboradas com base em um trabalho realizado por grupos técnicos constituídos por especialistas de países integrantes do Glenif. Do Brasil, a indicação dos nomes a comporem os grupos técnicos é feita pelo Conselho Federal de Contabilidade.

Além da elaboração das cartas-comentários, Jorge Gil citou ainda uma série de ações que vêm sendo desenvolvidas pelo Glenif.

As propostas do Grupo e os desafios a serem superados nos próximos anos também foram detalhados pelo presidente do Glenif. “Queremos ampliar a participação da América Latina nas decisões do Ias; pretendemos traduzir as nossas posições para o inglês para divulgação em nível mundial; desejamos potencializar a relação do Grupo com o Iasb e com os trustees da Fundação IFRS; e iremos nos aproximar ainda mais dos outros grupos regionais da Europa, Ásia e Oceania, África e Estados Unidos”, mencionou, entre outras propostas.

Jorge Gil solicitou a participação dos conselheiros do CFC nos trabalhos realizados pelo Glenif.

 

 


Totem Ticker