AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Quinta Feira, 24 de Agosto de 2017
27 de novembro de 2015

Classe contábil incentiva a criação de Observatórios Sociais

Postado por: Comunicação CFC


Por Juliana Oliveira
RP1 Comunicação

Programa coordenado pelo CFC trabalha em mais de 80% dos observatórios já existentes 

Os coordenadores do Programa de Voluntariado da Classe Contábil (PVCC), criado pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) se reuniram, nos dias 24 e 25 de novembro, para fazer um balanço dos trabalhos do grupo. Também foi apresentado o novo sistema do PVCC, que permitirá um acompanhamento e comunicação mais próximos entres os coordenadores e os voluntários.

PVCC_grupo

O PVCC foi criado com intuito de inserir o profissional da contabilidade no contexto social, econômico e político do país. Está dividido em quatro subprogramas para ser mais eficiente no atendimento à sociedade. Trata-se do subprograma Rede Nacional de Cidadania Fiscal – Observatórios Sociais, Educação Financeira, Doação ao Funcriança e ao Fundo do Idoso e Ações Locais de Voluntariado.

Durante o encontro realizado na sede do CFC, a coordenadora nacional do programa, Vânia Labres, ressaltou o crescimento das ações. “Este ano realizamos dezenas de palestras sobre educação financeira, aumentamos incrivelmente o número de doações para os fundos da criança e do idoso, estivemos à frente da criação dos observatórios sociais em Palmas, Aracaju e Natal e realizamos diversas outras ações, como a parceria com o Ministério Público no Rio de Janeiro para auxiliar os gestores de escolas a fazerem corretamente a prestação de contas de recursos federais. Foi um ano de muito trabalho”, afirmou Labres.

Os observatórios Sociais são espaços onde o cidadão, de posse de uma metodologia de monitoramento, faz o acompanhamento das compras públicas em nível municipal, desde a publicação do edital até o acompanhamento da entrega do produto à sociedade. “Desde 2008 o CFC incentiva os Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) a participarem ativamente da construção e funcionamento dos Observatórios. Hoje existem 111 Observatórios Sociais e em 80% deles temos participação direta de profissionais de contabilidade”, explica um dos coordenadores do Subprograma Rede Nacional de Cidadania Fiscal – Observatórios Sociais, Pedro Gabril. Ele divide a coordenação com Iara Dória Vaz.

Doações feitas para os Funcriança e para o Fundo do Idoso podem ser abatidas no Imposto de Renda e uma das ações do subprograma Doação do Funcriança e ao Fundo do Idoso é dar esta informação ao contribuinte. “Na minha empresa fazemos mais de 150 declarações de imposto de renda por ano e sempre orientamos que as pessoas façam as doações. Este ano, apenas uma pessoa não doou”, relatou Labres. Outra função do subprograma é fomentar a criação destes fundos nos municípios. “Só recebe recurso dos Fundos o Município ou Estado que criou tem estes instrumentos. E para criar o fundo é necessário o funcionamento de um conselho. Então, parte do nosso trabalho é sensibilizar os gestores das Secretarias de Ação Social para que criem os conselhos”, relata uma das coordenadoras do subprograma, Maria Salete Barreto Leite. Ela divide a coordenação com Maria Constança Carneiro Galvão.

O programa também realiza palestras para orientar as pessoas a terem orçamento pessoal e familiar adequado. “O Brasil não tem uma cultura de educação financeira e sem ela é impossível fazer um planejamento familiar”, conta a coordenadora do subprograma Educação Financeira, Rosemary Farias.  O grupo realiza palestras em escolas, igrejas, empresas e centros comunitários. “Quanto antes a família começar a fazer o planejamento, maiores são as possibilidades de organização e planejamento para que as pessoas mantenham suas contas equilibradas, possam se programar para adquirir bens e serviços e estar preparadas para os imprevistos que possam aparecer”, explica Farias.

Durante o encontro foi apresentado o novo sistema do PVCC. Todos os voluntários poderão registrar as ações e horas de serviço voluntário que realizam. O sistema também facilitará a comunicação entre a coordenação nacional, as coordenações estaduais e os voluntários. “Hoje temos, cadastrados, pouco mais de 5000 voluntários. Estamos certos que há mais profissionais prestando serviços, mas que encontram dificuldades em contabilizar este trabalho. O novo sistema é bem mais simples e funcional”, conta Labres.

O novo sistema já está no ar e mais informações sobre o PVCC podem ser encontradas no site voluntariadocontabil.cfc.org.br.


Totem Ticker