AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Sábado, 21 de Abril de 2018
1 de março de 2016

Presidente do CFC visita CRCSP e participa de reunião plenária

Postado por: Comunicação CFC


Por Comunicação CRCSP

Martonio convidou os profissionais para o 20º CBC e confirmou a presença de representantes das entidades contábeis internacionais

O presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), José Martonio Alves Coelho, esteve na sede do CRCSP, no dia 29 de fevereiro, e participou da reunião plenária. Ele veio a São Paulo para tratar de vários assuntos do Sistema CFC/CRCs e reforçou o convite a todos profissionais para que participem do 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC), que acontece entre 11 e 14 de setembro de 2016, em Fortaleza/CE.

29fev2016 Plenário (4)Res

“Contamos com a contribuição do CRCSP na divulgação do 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade. As participações de todos os presidentes das principais entidades contábeis internacionais já estão confirmadas”, disse Martonio.

O CRCSP está representado, no Comitê de Divulgação do 20º CBC, pela vice-presidente de Administração e Finanças, Marcia Ruiz Alcazar. “Assim que fomos chamados a participar do Comitê, já começamos os trabalhos de divulgação do 20º CBC”, disse Marcia. Ela aproveitou para entregar ao presidente do CFC um relatório com as atividades de divulgação realizadas pelo CRCSP até agora.

Ao dar as boas-vindas e agradecer a presença de Martonio, o presidente do CRCSP, Gildo Freire de Araújo, disse que o Conselho do Estado de São Paulo quer sempre trabalhar em sintonia com o CFC. “O CRCSP trabalha em prol da classe contábil”, disse Gildo. “Temos o privilégio de contar com uma equipe de conselheiros, delegados e colaboradores preocupados com o profissional da contabilidade e com o desenvolvimento da nossa profissão”.

Entrevista

O presidente Martonio foi entrevistado pela Comunicação do CRCSP. Leia abaixo a conversa.

“Estamos desenvolvendo um sistema de Tecnologia da Informação para unificar e tornar todo o Sistema Contábil CFC/CRCs um sistema integrado, onde todos falem a mesma linguagem” (presidente José Martonio Alves Coelho)

Presidente, neste ano em que o senhor inicia seu terceiro mandato à frente do CFC, quais as novidades que os profissionais da contabilidade podem esperar do Conselho Federal?

José Martonio Alves Coelho – Com o passar do tempo nós temos avançado muito em tecnologia. Hoje, nós do Conselho Federal e dos Conselhos Regionais, temos tentado homogeneizar as nossas tarefas em todo o Brasil. São Paulo e alguns Conselhos de grande porte que, ao longo dos anos tinham um tratamento diferenciado nos seus afazeres, estamos tentando homogeneizar. Juntos com São Paulo e o Conselho do Paraná, estamos desenvolvendo um sistema de Tecnologia da Informação para unificar e tornar todo o Sistema Contábil CFC/CRCs um sistema integrado, onde todos falem a mesma linguagem. Acho que esse é o propósito da harmonização das nossas tarefas. A grande novidade é essa, além da própria evolução das questões da internacionalização da Contabilidade. Isso é um trabalho que também vimos desenvolvendo, dando um apoio muito forte ao Comitê de Pronunciamentos Contábeis, o CPC, de sorte que a nossa Contabilidade, aqui no Brasil, possa se consolidar como de ponta no mundo.

O CFC está com uma nova Vice-Presidência, a Político-Institucional. Qual é o objetivo dessa Vice-Presidência?

José Martonio Alves Coelho – Essa questão político-institucional era ligada diretamente à Presidência e nós agora desmembramos e criamos essa Vice-Presidência, no sentido de fazer com que o sistema contábil brasileiro cada vez mais se aproxime das autoridades dos poderes constituídos. Agora mesmo nós tivemos algumas tratativas com o Tribunal Superior Eleitoral, já através da nossa Vice-Presidência Institucional, e provavelmente o Conselho Federal terá um assento no grupo de trabalho de análise permanente dentro do TSE. Isso já foi dito pelo próprio ministro Gilmar Mendes, que estará assumindo a presidência do Tribunal e quer contar com o Sistema Contábil Brasileiro. Isso é fruto de um trabalho da nossa Vice-Presidência. Nós queremos nos aproximar cada vez mais dos poderes constituídos.

Neste ano de eleições, qual será a contribuição do profissional da contabilidade para a prestação de contas dos partidos e dos candidatos?

José Martonio Alves Coelho – Isso foi um ganho de uma luta que temos há muitos anos. Hoje, dentro das próprias normas do Tribunal Superior Eleitoral, é obrigatória a figura do profissional da contabilidade em todo o acompanhamento, não só da questão da prestação de contas finais, mas no decorrer do processo eleitoral. Desde que a pessoa se candidata e o partido se registra, obrigatoriamente terá que ter um profissional da contabilidade. Para isso, nós estamos desenvolvendo mais uma vez uma cartilha de orientação, juntamente com o TSE, e deveremos publicar já nesses próximos dois meses para poder colaborar com nossos profissionais.

Em setembro, acontece o 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade. O que o senhor diria para quem ainda não se inscreveu? Por que ele deve se inscrever?

José Martonio Alves Coelho - Eu acho que ele deve se inscrever, primeiro, porque é um momento de congraçamento, um momento no qual uma grande quantidade de profissionais estará presente. Vamos ter uma grande feira de negócios, a maior feira de todos os congressos que já aconteceram e é um momento também de networking, onde nós vamos aumentar nossos relacionamentos. Afora toda a programação que foi feita com muito esmero pela Comissão Técnica. Nós traremos ícones da Contabilidade, não só do Brasil, mas do mundo. Para os colegas terem uma ideia, estarão presentes todos os presidentes das maiores entidades da Contabilidade do mundo: a presidente da Ifac, os presidentes do Iasb, Glenif, AIC, Cilea e OCC, de Portugal. É um momento importante, e eu conclamo os profissionais a comparecerem. Temos um número limitado de inscrições, talvez entre oito e dez mil pessoas, mas hoje nós já temos, aproximadamente, 5 mil profissionais inscritos. Conclamo os profissionais da contabilidade de São Paulo para que se inscrevam. esperamos ter uma delegação de São Paulo que represente a pujança deste estado.

Presidente, neste momento que todos os CRCs estão com novos presidentes, qual a contribuição que o senhor espera dos Conselhos ao CFC e aos profissionais da contabilidade?

José Martonio Alves Coelho – A renovação é salutar, é saudável. Nos dias 15, 16 e 17 de março, teremos um seminário de planejamento com todos os presidentes, os novos e os reeleitos. E eu acho que são cabeças arejadas, profissionais bem-sucedidos que adentram o sistema como gestores. Esperamos que esses dirigentes possam contribuir cada vez mais para que nossos profissionais sintam-se confortáveis e efetivamente partícipes desse movimento de valorização da nossa profissão.

O Decreto-Lei n.º 9.295, o CFC e os CRCs estão completando, em 2016, 70 anos de existência. Como o CFC vai comemorar esta data tão importante?

José Martonio Alves Coelho – É uma data importantíssima. Nós estamos concluindo a compilação de um livro de comemoração dos 70 anos e temos uma comissão que está estudando para elaborarmos uma programação durante todo ano, que deverá ter o seu ápice no Congresso Brasileiro de Contabilidade. Nós estaremos fazendo essa comemoração para registrar os frutos positivos dessa caminhada tão longa. A profissão tem crescido muito nos últimos anos e acredito que faremos uma festa digna da pujança da nossa classe.


Totem Ticker