AGÊNCIA DE NOTÍCIAS
Brasília, Terça Feira, 23 de Maio de 2017
17 de março de 2016

Representantes de entidades nacionais participam de Seminário de Gestão do Sistema CFC/CRCs

Postado por: Comunicação CFC


Por Fabrício Santos
Comunicação CFC

O gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Bruno Quick, e o diretor técnico da Diretoria Nacional do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), Rogério Hernandez Garcia, fizeram apresentações durante o Seminário de Gestão e Planejamento do Sistema CFC/CRCs, na manhã desta quarta-feira (16), em Brasília (DF).

O representante do Sebrae disse que a entidade construiu, ao longo desses anos, uma relação de confiança com o Sistema CFC/CRCs. “O projeto Contabilizando o Sucesso foi uma prova concreta dessa grande parceria”, disse Quick.

Outro ponto abordado pelo gerente do Sebrae foi a importância do profissional da contabilidade para o crescimento e desenvolvimento do País. Segundo Quick, no Brasil, das 99% das empresas brasileiras, 10,7 milhões são optantes pelo Simples Nacional. “As empresas que ouvem os contadores, sobrevivem mais”, argumenta.

Já o diretor do Instituto dos Auditores Independente do Brasil apresentou, aos presidentes do CRCS, a estrutura e o funcionamento do Ibracon e ressaltou a importância da parceria com Sistema CFC/CRCs.

Na oportunidade, os ex-presidentes do CFC, Maria Clara Cavalcante Bugarim e José Serafim Abrantes saudaram os presidentes dos Conselhos Regionais.

Vice-presidentes do CFC apresentam projetos

O Seminário de Gestão e Planejamento do Sistema CFC/CRCs também contou, neste dia 16, com apresentações feitas pelo vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do CFC, Luiz Fernando Nóbrega; e pelo vice-presidente de Política Institucional, Joaquim de Alencar Bezerra Filho. O Seminário, que teve início na terça-feira (15), já havia contado com as apresentações dos demais vice-presidentes do CFC sobre os planos de trabalho de suas áreas para 2016.

De acordo com o vice-presidente de Fiscalização, os projetos desenvolvidos estão voltados para o apoio ao atendimento à Lei de prevenção a crimes de lavagem de dinheiro, a revisão  da legislação aplicada ao Sistema CFC/CRCs e, entre outros, para os seminários e reuniões do Sistema.

Para Nóbrega, no que se refere aos crimes de lavagem de dinheiro, o “CFC tem cumprido o que determina a Lei”. Ele informou que, este ano, foram feitas 124.307 comunicações negativas ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). “Vamos fazer uma comunicação maciça sobre esse assunto para todos os profissionais”, avisa.

Ao final, o vice-presidente apresentou o projeto de Escola de Fiscais do CFC, que tem o objetivo de capacitar todos os fiscais do CRCs para o exercício de suas funções, conforme estabelecido no Manual de Fiscalização do Sistema CFC/CRCs.

O vice-presidente de Política Institucional, Joaquim de Alencar Bezerra Filho, por sua vez, fez uma abordagem sobre os trabalhos que serão desenvolvidos pela Vice-Presidência, criada em 2016. “Vamos trabalhar em parceria com os Poderes constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário) para aprovarmos matérias de interesse da classe contábil”, avisa Joaquim.

Segundo o vice-presidente, a área tem também, como objetivo, desenvolver e coordenar projetos relativos ao fortalecimento da imagem do CFC e da classe contábil perante a sociedade.


Totem Ticker